terça-feira, maio 05, 2009

"9 meses depois"

consegui ver esta reportagem no site da sic.

gostei do que vi mas nao queria que o meu bebe nascesse em casa.admito que a ideia ja me passou pela cabeça mas nao desejo finalmente tal coisa por medo penso eu...

e voces o que acham?

8 comentários:

Eu disse...

eu tb vi!
e vi a diferença da mãe que estava na mac e as mães que estavam em casa!
prefiro sem dúvida a versão da mac.
Acho que devemos ser respeitadas o mais possível nos hospitais, o q por vezes não acontece, mas entendo que quando isso não acontece, os médicos estão a pensar no bem da mãe e do bebé.

Patrícia disse...

Nunca mas nunca na vida teria a minha bebé em casa, acredito e acho muito bonito mas colocar a vida dela e a minha em jogo nem pensar! Sou toda muito para o natural e o mais humanizado possível mas agradeço muito a evolução da medicina! Sou contra as drogas e excessos que por vees fazem nos hospitais, não queria que me tratassem como uma doente pois estava numa das melhores fases da minha vida mas em casa NÃO! Beijinhos

Patrícia disse...

Nunca mas nunca na vida teria a minha bebé em casa, acredito e acho muito bonito mas colocar a vida dela e a minha em jogo nem pensar! Sou toda muito para o natural e o mais humanizado possível mas agradeço muito a evolução da medicina! Sou contra as drogas e excessos que por vees fazem nos hospitais, não queria que me tratassem como uma doente pois estava numa das melhores fases da minha vida mas em casa NÃO! Beijinhos

Mãe da Tiz disse...

Acho um tema interessante... Eu jamais teria em casa, sem médicos à minha volta. Sou muito maricas e tinha medo que eu ou o bebé precisássemos de alguma coisa...
Qd a Tiz nasceu, eu levei oxigénio e transfusão de sangue. E se estivesse em casa como seria?
É bom qd tudo corre bem, mas e se não corre?

Beijocas***

Marta disse...

Eu acho que nos serviços hospitalares é sempre melhor...pois eles la tem tudo preparado para a ocasiao, e além de mais o bebe presisa de ser visto pelo pediatra todos os dias durante o tempo em que la estas...Eu acho que nao estava descançada em casa...mas pronto...há sempre quem prefira...


Bjinho*
Marta e Nuria

Mar disse...

Eu admiro a coragem das mães que têm os filhos em casa e admito que o ambiente sossegado é muito melhor para a criança e para os pais. Mas eu não conseguiria tomar essa atitude, tinha medo que corresse alguma coisa mal e assim estaria a colocar em perigo a vida do meu filho...eu vivo a 100 km do hospital e receava não chegar a tempo para o parto quando foi da Leonor...mas não houve razão para isso...

Bjs

apm disse...

Eu nem me passaria pela cabeça ter o bebé em casa... respeito as pessoas que o desejem fazer e desejo-lhes muitas felicidades, mas na verdade acho que tinha muito medo e não me sentiria nada segura em casa. E já foram duas crianças!!
Bjinhos
PS: A barriga está a crecer rapidamente!! LOL

Luna disse...

1 vez que comento, estamos mesmas semanas de gravidez e espera do 2º filho.
Acho que nunca na vida arriscaria um parto em casa sem condições para isso, se alguma coisa corre mal aonde existe aparelho de reanimação para isso? estar arriscar uma espera de uma ambulância de 15 minutos podem ser vitais para um RN. Era vida da minha bebé punha em risco nem quero nem pensar nisso. Claro isso é uma moda sim veem de outros países como Holanda mas o que não sabemos que eles teem uma ambulância á porta de casa com todo equipamento necessário tal como outra para reanimação e cuidados básicos do RN se fosse assim cá concordaria parto em casa assim não.
EM Portugal está nos mais baixos valores de morte infantil, ao contrario de outros países europeus
do norte da Europa.
Claro que sabe mto bem depois pós parto ter conforto do nosso lar, e tu como experiência deves entender que falo.
Confio nos serviços hospitalares como os melhores para cuidados do parto, afinal estamos no século XVI.
bjocas e já agora uma hora pequenina
L&A e M