segunda-feira, outubro 15, 2007

ja brinca...

8 comentários:

Sonia,Filipe e Guilherme disse...

Olha a fofinha eheheheh
beijoquinhas

M&M disse...

Está linda a Matilde!
Uma verdadeira princesinha!
Tenho andado ausente nos comentários, mas quando posso passo por cá para ver as novidades!

Beijinhos grandes

Sofia e Beatriz disse...

A Matilde está uma Boneca!!!!
Beijinhos Nossos

Cristina disse...

A cada dia que passa está mais bonita!!
Parabéns!

rute29 disse...

Diz onde compraste esse brinquedo tenho corrido tudo à procura de um para a minha mini!!
Está linda a tua menina!!
beijinhos!!

kátia e Fábio disse...

Muito cor de rosa, muito menina, muito LINDA está a tua canininha!!!
Parabéns...
beijos

sofia disse...

Já brinca e está simplesmente linda. Parabens.

Bjs
Sofia e Madalena

Monografia_Pai disse...

Olá!

Muitos parabéns pelo vosso bebé:)

Ainda não sou pai, mas espero que não falte muito! Depois de ver estes blogs ainda aumento mais essa vontade…

O meu nome é Gonçalo Coelho, sou aluno finalista do curso de Psicologia no ISPA, em Lisboa. Venho desta forma pedir a vossa colaboração no trabalho de final de curso que estou a realizar, cujo tema é “O pai na Gravidez e no Puerpério”. A supervisão do trabalho está a cargo do Mestre Luís Sousa Ribeiro. Este tema aborda a experiência que o homem vive durante a gravidez e os primeiros meses de vida do(a) filho(a). Deste modo, o meu trabalho dirige-se a pais (apenas homens) que tenham um filho com poucos meses de idade, o que a julgar pela informação no bolg corresponde à sua situação . A sua participação envolve apenas o preenchimento de dois questionários, os quais poderei enviar por mail. Os questionários são simples, de resposta directa e preenchem-se em cerca de 10/15 min.. Basta-lhe preenchê-los e reenviá-los para mim já preenchidos.
Se o pai está disposto a participar, envie o seu “Sim” para monografia_pai@hotmail.com. Uma vez recebida a sua confirmação, procederei ao envio dos dois questionários.

Nota: Todos sabemos da importância e do valor da mãe junto dos filhos, mas o que o pai vive e sente durante a gravidez e os primeiros meses de vida do filho continua por responder na íntegra. Muitas vezes assistimos ao esquecimento do pai. Como tal, este é um tema pouco estudado na Psicologia, pelo que a sua participação será de enorme valor!

Certo da sua colaboração, desde já lhe endereço os meus sinceros agradecimentos!
Gonçalo Coelho